Por que o adesivo de Game Over ofende as mulheres burras

Recentemente eu li um texto intitulado “Por que o adesivo de Game Over ofende as mulheres inteligentes” neste endereço: http://revistadonna.clicrbs.com.br/delimaelimao/2015/04/30/por-que-o-adesivo-de-game-over-ofende-as-mulheres-inteligentes/

Assim como a autora eu tentei esquecer e ignorar tamanha parcialidade e falta de visão mas como fazia tempo que eu não publicava nada aqui achei que seria uma boa comentar esse textículo dela.

A autora, no referido texto, se revolta com um adesivo e enumera 3 argumentos justificando o título de seu texto. Eis o adesivo:

1- No primeiro argumento a falta de visão (e parcialidade como já dito) já se evidencia pois ela não é capaz de ponderar todas as situações que podem levar a um casamento e se foca ao simples ato de firmar o compromisso (seja religioso ou civil). Um exemplo simples e mais comum do que eu estou falando é a lavagem cerebral que um homem passa com os pais, sogros e a própria noiva dizendo o tempo todo que é preciso formar uma família, que família é bom, etc… Não é preciso nada… forma-se se quer e não porque a sociedade impõe! Depois que o cara casa que ele percebe que a vida divertida que ele tinha de sair com amigos todos os finais de semana (às vezes todos os dias da semana), fazer o que quer sem dar satisfação pra ninguém, fazer coisas que com uma mulher na cola não vai mais fazer (como por exemplo voltar a pé à noite do bar)… isso já era! Game Over MESMO! Caiu na cilada de tanto falatório de idosos tradicionalistas e de uma mulher querendo desencalhar! Se essa mulher realmente fosse ativa e tivesse novas atividades e novas conquistas ela não casaria! Basta ver que a esmagadora maioria das mulheres muito bem sucedidas são solteiras. Quanto aos desafios, nem preciso dizer que quanto mais gente no trem, mais pesado ele fica para a máquina então os desafios que um homem não enfrentaria sozinho também não vai enfrentar junto com uma mulher pois o problema será de maior dimensão.

2- Como a própria autora menciona: “a rotina, as contas para pagar e as responsabilidades acabam soterrando o casal em uma vida repleta de compromissos e com pouca diversão”. Porra! Antes não tinha isso! Eu manuseava minhas responsabilidades com uma maestria sem igual e era muita diversão! Cadê o benefício de casar? Pra essa mulher que aceitou casar tá na mesma situação por uma maldição divina ao mal que ela fez de enjaular um homem. E esse argumento de que homem espalha tudo pela casa e fica sentado no sofá vendo jogo é furada! Eu faço praticamente TUDO na minha casa. Desde a comida até bricolagem enquanto o jogo rola na TV e eu só vou lá ver o replay dos gols. Não deixo nada meu fora do lugar e ainda saio recolhendo coisas e lixos que ficam pela casa então eu posso falar sim: GAME OVER! E mais! Falta de dinheiro sozinho um homem contorna fácil (indo a botecos baratos e sujos, por exemplo) mas casado gera problemas. Se tiver filhos então a merda voa no ventilador. Falta de tesão é porque um dos dois se acomoda então se não casa não acomoda. Briga com sogra….. se não tem sogra não tem briga! Filho drogado menos ainda pois sem casamento, sem filho e consequentemente sem problemas. Então pra que parceria, empatia, paciência e amor pra chegar a um ponto de “dá pra levar”. Pra quê esse fardo? Então homem que vale a pena é o que aceita se enfiar nessa merda de “da até pra ser feliz” ( veja que é sem garantias) e sorrir?

3- Essa do cartão de crédito é ótima! Se cada vez que um homem quiser ver futebol ele der um cartão cheio de limite para uma mulher ir torrar em compras ele é burro! É melhor negócio comprar outra TV e cada um assiste o que quer! Sai mais barato! Essa piadinha só persiste na cabeça das mulheres. E abrir mão da carreira pra criar dignamente os filhos do marido????? Peraí… pelo que eu saiba só nasce se for feito pelos dois como ela mesma menciona linhas depois! (olha mais parcialidade e incoerência aí) Se vai abrir mão da carreira e isso é ruim, porquê que iludiu o homem a casar? Vá atrás da carreira e deixe de ser um grilhão!

Tenho ainda um item 4 a acrescentar: Será que o dono desse carro não é um solteiro que usa o adesivo pois percebeu que a vida de solteiro é PUSH START? Ou mesmo um cara separado e por isso usa o adesivo com propriedade????

—–

“Mentes são como pára-quedas. Elas só funcionam quando são abertas.” James Dewar

“Open mind for a different view.” James Hetfield e Lars Ulrich

Esta entrada foi publicada em novembro 13, 2015. Crie um bookmark para o link permanente.