Valor agregado paraguayo :^D

Olha só… vejam a conversa…. conheci ela num bar depois de várias vezes de ir lá…. ela tem 40 anos (2 anos mais velha que eu)… essa conversa aconteceu por mensagem numa sexta enquanto eu estava em outro bar bem próximo de onde ela estava e ela sabia disso…. aqui vai só a a parte que interessa…

Ela: Vou te te escrever uma coisa..sou muito eu..sei o que quero. Não fique fazendo rodeios. O que vc quer?
Eu: Sem rodeios?
Eu: Vc e linda eu pegava vc fácil!
Ela: Sim
Ela: Pegava?
Eu: Como vc quer q eu escreva?
Eu: Agarrava na fila do banheiro?
Eu: Dentro do carro num farol vermelho…
Eu: Naquela carona q vc recusou.
Eu: Escreve… escreve…La vem o primeiro capitulo da Globo rsrs
Ela: Preferia que vcs me levasse jantar no figueira rubayt, comeriamos uma lagosta, um bom vinho branco e depois, quem sabe um motel
Eu: Hummmm
Eu: Vc tem gostos que eu aprecio!
Ela: Se gostares…quem sabe…
Eu: Vamos conversar melhor sobre isso outro dia ??
Ela: Ok…
Ela: Bjs
Eu: Bjs
Eu: Proposta pra pensar…
Ela: Pense com carinho, eu topo!!!
Eu: Trocar Rubayat por Tantra
Ela: Não…amo rubayat
Eu: Ok
Ela: Não gosto de comida asiática
Eu: ????
Ela: Adoro lagosta no rubayat
Eu: Vc nao iria se arrepender.
Ela: Conheço tranta
Eu: Ah, ok
Eu: Rubayat entao
Ela: Nao curto mesmo cozinha asiática
Eu: Lagosta boa eu sempre comi no Mexilhao (<— verdadeee KKKK)
Eu: Mas Rubayat nunca fui. (<— mentiraaaaa KKKK)
Eu: Gostei. Conversamos depois….

Acabei minha noite naquele bar onde eu estava…. como previsto… rendeu o que precisava…. sabadão rolou como sempre…. aí vem o domingo…. estou voltando de um churrasco lá perto da USP e tava muito apertado pra ir no banheiro… sem pensar muito, sai da Marginal e fui em direção àqueles bares onde aconteceram essa conversa afim de usar o banheiro. Como quaaase previsto, domingo no final da tarde estavam fechados e então eu tinha duas alternativas…. ou uma padaria extra-xique ou uma outra beeem mixuruca. Ambas ali na mesma avenida… advinha…. fui na “mixuruca”…. tendo seu estacionamento bem na frente eu parei o carro e saí correndo pro banheiro e quem eu vejo quando eu desço??????

A super-ultra-mega-exigente e que sei lá pq se achou a última azeitona da pizza e só ia deixar eu encostar a mão nela se eu gastasse quase mil reais numa noite…. ela estava lá…. tomando uma Coca-Cola quente e aceitando xaveco de um tiozinho de uns 65 anos trilili rsrs

AH AH AH AH AH AH! Fingi que não vi mas não contive a risada!!!Sou discreto quando consigo prever as situações mas quando são tipo Stand-Up, desculpa, não dá! KKKKKKKKKKKKK

Imagina essa fulana na cama a frescura que seria!

Justo comigo que não gosto de frescura e de ter trabalho!

Mais uma fresca pra escanteiooooooo!

 

See U soon… =D

Esta entrada foi publicada em dezembro 6, 2015.

Por que o adesivo de Game Over ofende as mulheres burras

Recentemente eu li um texto intitulado “Por que o adesivo de Game Over ofende as mulheres inteligentes” neste endereço: http://revistadonna.clicrbs.com.br/delimaelimao/2015/04/30/por-que-o-adesivo-de-game-over-ofende-as-mulheres-inteligentes/

Assim como a autora eu tentei esquecer e ignorar tamanha parcialidade e falta de visão mas como fazia tempo que eu não publicava nada aqui achei que seria uma boa comentar esse textículo dela.

A autora, no referido texto, se revolta com um adesivo e enumera 3 argumentos justificando o título de seu texto. Eis o adesivo:

1- No primeiro argumento a falta de visão (e parcialidade como já dito) já se evidencia pois ela não é capaz de ponderar todas as situações que podem levar a um casamento e se foca ao simples ato de firmar o compromisso (seja religioso ou civil). Um exemplo simples e mais comum do que eu estou falando é a lavagem cerebral que um homem passa com os pais, sogros e a própria noiva dizendo o tempo todo que é preciso formar uma família, que família é bom, etc… Não é preciso nada… forma-se se quer e não porque a sociedade impõe! Depois que o cara casa que ele percebe que a vida divertida que ele tinha de sair com amigos todos os finais de semana (às vezes todos os dias da semana), fazer o que quer sem dar satisfação pra ninguém, fazer coisas que com uma mulher na cola não vai mais fazer (como por exemplo voltar a pé à noite do bar)… isso já era! Game Over MESMO! Caiu na cilada de tanto falatório de idosos tradicionalistas e de uma mulher querendo desencalhar! Se essa mulher realmente fosse ativa e tivesse novas atividades e novas conquistas ela não casaria! Basta ver que a esmagadora maioria das mulheres muito bem sucedidas são solteiras. Quanto aos desafios, nem preciso dizer que quanto mais gente no trem, mais pesado ele fica para a máquina então os desafios que um homem não enfrentaria sozinho também não vai enfrentar junto com uma mulher pois o problema será de maior dimensão.

2- Como a própria autora menciona: “a rotina, as contas para pagar e as responsabilidades acabam soterrando o casal em uma vida repleta de compromissos e com pouca diversão”. Porra! Antes não tinha isso! Eu manuseava minhas responsabilidades com uma maestria sem igual e era muita diversão! Cadê o benefício de casar? Pra essa mulher que aceitou casar tá na mesma situação por uma maldição divina ao mal que ela fez de enjaular um homem. E esse argumento de que homem espalha tudo pela casa e fica sentado no sofá vendo jogo é furada! Eu faço praticamente TUDO na minha casa. Desde a comida até bricolagem enquanto o jogo rola na TV e eu só vou lá ver o replay dos gols. Não deixo nada meu fora do lugar e ainda saio recolhendo coisas e lixos que ficam pela casa então eu posso falar sim: GAME OVER! E mais! Falta de dinheiro sozinho um homem contorna fácil (indo a botecos baratos e sujos, por exemplo) mas casado gera problemas. Se tiver filhos então a merda voa no ventilador. Falta de tesão é porque um dos dois se acomoda então se não casa não acomoda. Briga com sogra….. se não tem sogra não tem briga! Filho drogado menos ainda pois sem casamento, sem filho e consequentemente sem problemas. Então pra que parceria, empatia, paciência e amor pra chegar a um ponto de “dá pra levar”. Pra quê esse fardo? Então homem que vale a pena é o que aceita se enfiar nessa merda de “da até pra ser feliz” ( veja que é sem garantias) e sorrir?

3- Essa do cartão de crédito é ótima! Se cada vez que um homem quiser ver futebol ele der um cartão cheio de limite para uma mulher ir torrar em compras ele é burro! É melhor negócio comprar outra TV e cada um assiste o que quer! Sai mais barato! Essa piadinha só persiste na cabeça das mulheres. E abrir mão da carreira pra criar dignamente os filhos do marido????? Peraí… pelo que eu saiba só nasce se for feito pelos dois como ela mesma menciona linhas depois! (olha mais parcialidade e incoerência aí) Se vai abrir mão da carreira e isso é ruim, porquê que iludiu o homem a casar? Vá atrás da carreira e deixe de ser um grilhão!

Tenho ainda um item 4 a acrescentar: Será que o dono desse carro não é um solteiro que usa o adesivo pois percebeu que a vida de solteiro é PUSH START? Ou mesmo um cara separado e por isso usa o adesivo com propriedade????

—–

“Mentes são como pára-quedas. Elas só funcionam quando são abertas.” James Dewar

“Open mind for a different view.” James Hetfield e Lars Ulrich

Esta entrada foi publicada em novembro 13, 2015.

Hackers invadem o AM

Veiculada na terça feira pela Band (http://goo.gl/WprtdM), essa informação realmente pouco importa visto que tudo que tem publicado pelos usuários lá no AM é anônimo e não real. Ou você acha que com um apelido tipo Nenem7575 vc consegue ter certeza que é a sua vizinha ou sua chefe???

E outra, hackers podem divulgar uma lista cadastral de qualquer outro site dizendo que é lá do AM que ninguém vai saber visto que o site fraudado não admitiria publicamente o vazamento e o AM, logicamente, vai dizer que o cadastro não é deles ou seja: servicinho perdido desses hackers.😛

Esta entrada foi publicada em julho 23, 2015.

Trair é preciso

Vou reproduzir aqui uma conversa que muito frequentemente acontece comigo. Foi uma conversa que tive com uma menina e ela me permitiu publicar. Assim vou responder a muito mais gente que somente as que conversam comigo. Segue:

DS:

Mas é da minha natureza
Trair
Não sei explicar
Aliás nem tento
Pq ninguém entende
Kkkkkkkkkkkkkkk

Eu:
Eu sei explicar, quer?😛

DS:
Quero

Eu:
Qual é a comida que vc mais gosta?

DS:
Deixando claro que o sexo aqui em casa é perfeito

Eu:
Aquela que vc não resiste?
Que vc deixa de comer qualquer outra pra comer essa.

DS:
Peixe
Amoooooooooooo

Eu:
Qual peixe?
Feito como?

DS:
Salmão
Grelhado
Com molho tártaro

Eu:
Salmão grelhado.

DS:
E arroz

Eu:
Salmão grelhado com molho tártaro e arroz.

DS:
Perfeito

Eu:
Isso te faz trocar qualquer outra comida por esta, certo?

DS:
Certo

Eu:
Não há nada que coloque na sua mesa que vc vá trocar,certo?

DS:
Certo

Eu:
Então se eu te disser que daqui pro resto da sua vida vc irá comer SOMENTE isso SEMPRE que for comer algo. Por quanto tempo vc suportaria?
Café da manhã, almoço, janta. Chá da tarde, lanchinho, etc…
Sempre que for comer terá que ser esse prato.

DS:
Não muito tempo
Enjoaria rápido

Eu:
É por isso que traímos… é sempre o mesmo salmão grelhado😉

Eu:
Expliquei? rs

DS:
Muito boa explicação

Eu:
😉

DS:
VC é expert no assunto
Então a pergunta que não quer calar

DS:
Pra que raios casamos?

Eu:
Essa é mais fácil rs
Pra agradar a sociedade e dividir despesas.😛

DS:
Kkkkkkkkkkkkkkk

Esta entrada foi publicada em julho 8, 2015.

Propaganda enganosa…

Hoje(29) eu saí com um dos corpos mais perfeitos que eu já vi… só perdeu para outros dois… o de uma ex-aluna que eu tive e uma amiga que malha 2 vezes ao dia, ambos iguais mas, naturais….. corpos que eu ainda “vejo” ocasionalmente mas no momento isso não vem ao caso.

Voltando…

Vamos qualificá-la para bom entendimento: 38A, mãe de dois filhos, foi muito enganada pelo marido(largava-a em casa de Amélia e dava perdido) até que ela fez ele pagar plástica para colocar silicone, remover sobra de barriga e aproximar musculatura  abdominal. Realmente ficou um tesão e inquestionável se não fossem as queloides inerentes da etnia parda.

Me disse ela que após a cirurgia o marido quer sexo todo dia e ela recusa britanicamente. Tá, não tente entender… deixa pra lá mas… keep it in mind.

Disse-me ela que sofreu muito na mão de homens mas quando o marido mandou “fabricar” a esposa ela me disse que não quer mais sexo com ele…. vai entender… eu entendi! Ela, agora, se farta de torturar homens, vejam a explicação.

Normalmente eu sigo à risca as regras do jogo e pra ela primeiro encontro era só para conversar. Nada disso.. a coisa esquentou dentro do carro mas eu tive que me segurar para cumprir com o “acordo”. Ela ficou, aparentemente, puta da vida pois aquele corpo todo não provocou nenhuma ereção em mim. Pobre gazela… muitos anos de treinamento e controle do meu corpo não fariam diferente mesmo com minha quantidade exorbitante de hormônios (são meus então eu os controlo). Se eu permiti-se isso o meu ideal de amante perfeito se esvairia instantaneamente!

Dias depois o motel rolou. Ela chegou naquele esquema de sempre toda perfumada e sensual. Tirou a roupa e eu deixei a ereção acontecer naturalmente. Bombei por 10 minutos e ela simplesmente falou: “Dá pra gozar logo?”

Fi-lo sem muito entender no momento mas este findou com o aparente “ritual”. Mais rápido que maratonista…. ou será mais rápido que uma puta… ela levantou pegou a toalha e se enrolou… ato consecutivo foi ir encher a hidro. Mesmo eu tendo feito de tudo para segurá-la na cama. Hidro demora pra encher… dá pra meter mais uma vez tranquilo mas ela ficou lá olhando a água e fazendo cara de tesão pra mim. Too late, eu já havia sacado a situação…

Aquele puta corpo se realizou em aparentemente ter escravizado mais um homem e não quis mais nada. 30 minutos de motel (que eu havia planejado 6 horas) já havia o resultado do jogo.

Não senhores, ela não venceu. Não estou nessa vida há tanto tempo para ser um cabrito no pasto.

Admito que eu meteria a noite toda e que ela é MEGA gostosa mas esse joguinho de “vou seduzir homens para fazê-los sofrer o que eu sofri” é coisa de menina de 20 anos… não acham que iria me surtir efeito né rsrsrs.

Vesti a roupa, paguei o motel (sempre, mesmo que seja uma bosta o sexo) e vazei.

Fico imaginando a satisfação ilusória que ela carrega. Se privando de bons momentos, que poderiam também ser “vingativos”, em troca de um ideal estranho de oferecer seu “buraco” fingindo sentir nada só pra ver homens ficando “na vontade” por mais. Pedi mais uma vez e disse-me ela para me masturbar na frente dela. Bah, isso eu faço em casa sozinho… dar esse prazer a ela, nem. Saí da hidro, coloquei a roupa e fiquei na cama mandando mensagem no Tinder até ela se tocar que o “jogo” acabou sem vencedores.

Camarão que dorme a onda leva! Saí dali já colei num bar do Ipiranga onde estava uma Tinderiana e aqui estou eu: escrevendo depois de meter MUITO com uma menininha do Tinder que nem muito peito e nem muita bunda tinha mas que fez duas horas voarem como por mágica enquanto aquela outra “monstruosidade de perfeição” foi embora com uma metidinha fuleira e sem nexo.

Vai entender essas mulheres rsrs

De qualquer modo o mundo é moldado por elas e toda ação que ela tomam, vira uma ração contra elas mesmas. Agora mais que nunca eu reafirmo: corpo não representa porra nenhuma! Tive a mais gostosa e a mais simples na mesma noite e o que melhor rendeu?????😉

M

Esta entrada foi publicada em abril 30, 2015.

Cartão pré-pago

Muita gente veio me falar que a opção de pagamento via Paypal do Ashley Madison foi removida e com isso só resta uso de cartão de crédito.

Como o uso de cartão no AM gera cobranças recorrentes e muitas vezes indesejadas, a alternativa mais viável para contornar é usar cartão pré-pago.

Aí vem a pergunta: Como funciona esse tal cartão pré-pago?

E vem a resposta: Igual ao seu celular pré-pago. Você carrega primeiro para depois gastar. Quando não quiser mais basta parar de carregar e jogar fora.

Aqui tem três sites já testados onde se pode adquirir cartão pré-pago:

Existem muitas outras operadoras de cartão e a recomendação é a mesma para todas: Após escolher a operadora do seu cartão pré-pago, leia muito bem as cobranças e condições para não ser surpreendido com débitos.

Esta entrada foi publicada em março 5, 2015.